Hoje é sexta-feira, 3 de abril de 2020

Publicidade

Vivendo Bem

Sete Razões para visitar seu dentista regularmente

Muitas vezes as pessoas não tem o hábito de visitar um dentista regularmente. A falta deste hábito pode trazer diversos problemas de saúde das pessoas. A dra. Fernanda Wisniewski montou uma lista com sete excelentes motivos para você criar o hábito de visitar um profissional que irá avaliar as suas necessidades de forma a evitar problemas futuros, confira:

1. Economize dinheiro. A prevenção é mais barata do que a cura. Por meio do exame clínico periódico, fica muito mais fácil prevenir o desenvolvimento de diversas doenças. Isto evita problemas sérios no futuro.

2. Prevenção da doença periodontal. A gengivite é causada pelo acumulo de placa ao redor dos dentes e tem consequências diversas como: mal hálito, alteração estética do sorriso, inflamação dos tecidos em volta do dente com reabsorção do osso, periodontite entre outras.

3. Prevenção de doenças cardíacas. Pouca gente sabe, mas as bactérias do tártaro dental podem atacar o coração. A endocardite bacteriana, que é um tipo de problema cardiológico por infecção, pode ter origem na boca e causar a proliferação de bactérias nocivas ao organismo.

4. Prevenção de câncer bucal. Exames periódicos ajudam a identificar pequenas lesões que, se não tratadas cedo, podem evoluir para alguma forma de câncer.

5. Prevenir ou minimizar a diabetes. Qualquer doença de gengiva pode dificultar o controle de sua glicemia. As pessoas com diabetes são mais suscetíveis a doença periodontal, e a doença periodontal pode ter o potencial de afetar o controle de glicose no sangue.

6. Mastigar melhor e ter uma melhor digestão. A chave para evitar problemas estomacais está numa boa mastigação. Problemas como dentes tortos, falta de dentes, próteses frouxas, prejudicam uma boa mastigação, o que pode levar a problemas de estômago no futuro.

7. Cuidar da autoestima. O seu sorriso é o seu cartão de visitas. Manter o sorriso saudável, branco e harmonioso é uma das melhores formas de se sentir bem consigo mesmo. Visite seu dentista regularmente e viva mais feliz.

O que é Ortopedia Funcional dos Maxilares?

A Ortopedia Funcional dos Maxilares é uma especialidade da odontologia que trata as alterações e desequilíbrios musculares, ósseos e posturais do paciente.

Muito utilizada, principalmente, durante a fase de crescimento das crianças, esta especialidade odontológica trabalha com técnicas e aparelhos  que promovem ou auxiliam, de alguma forma, o crescimento e desenvolvimento ósseo e muscular, quando identificado algum desequilíbrio no crescimento facial do paciente.

Tal desequilíbrio normalmente está associado à alteração do padrão respiratório (causada pro obstruções nasais como carne esponjosa, desvio de septo, rinite e doenças respiratórias) ou devido a uma diferença de proporção no crescimento entre o osso maxilar e mandibular.  Tais fatores acabam desencadeando sérios problemas posturais no paciente que podem perdurar por toda vida, quando não tratados a tempo.

Portanto, é muito importante que um diagnóstico correto e precoce seja feito permitindo o trabalho de correção na fase mais adequada do desenvolvimento do paciente, não havendo a necessidade de que ocorra a erupção de todos os dentes permanentes para que o tratamento seja iniciado.

Os aparelho ortopédicos são diferentes dos aparelhos ortodônticos convencionais, pois não ficam fixos na boca do paciente de forma a estimular as funções orais para que o próprio organismo, através de uma ação dos neurônios, ative a musculatura desencadeando remodelação das estruturas ósseas, musculares, articulares e funcionais da face.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto ou qualquer outro relacionado à saúde bucal, a clínica Absoluta tem uma equipe especializada e pronta para lhe atender!

Sabia que existem alimentos que podem ser aliados na saúde bucal?Quais seriam eles?

Conheça alguns alimentos que podem auxiliar na manutenção da saúde bucal:

  • Frutas e legumes: por mais que contenham açucares com potencial cariogênico (que proporcionam o desenvolvimento de caries), esses alimentos são ricos em fibras que auxiliam na remoção da placa bacteriana e dificultam sua retenção na superfície dentária;
  • Queijo: é considerado um alimento não cariogênico, pois seu consumo aumento o ph bucal pela estimulação do fluxo salivar e aumenta a concentração de cálcio na placa bacteriana – dois fatores que protegem contra a desmineralização;
  • Chicletes sem açúcar: quando consumidos, fornecem estimulo mecânico para a secreção de saliva;
  • Adoçantes: substâncias artificias que não apresentam potencial cariogênico, pois não conseguem ser metabolizadas pelas bactérias, não ocorrendo a produção de ácidos.

Porem o fato de serem protetores não significa que não precisa escovar os dentes após seu consumo!

Publicidade

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom