Hoje é sábado, 18 de agosto de 2018

Publicidade

O Especialista

Chuva traz o frio de volta, pode gear no início da próxima semana

Após vários dias com tempo bom e temperaturas agradáveis, com mínimas na média de 12.0°C e máximas de 28.0°C, nesta sexta-feira se inicia o mês de Junho com chuva e queda na temperatura. Deverão ocorrer pancadas de chuva com trovoadas isoladas com temperatura estável, com a máxima não ultrapassando os 21.0°C e mínima em 16.0°C.
 Nesta quinta-feira já choveu na região da Campanha e no extremo Sul do Estado, com a chegada de uma Frente Fria (Sistema de Baixa Pressão) que cruzará todo o Estado em direção a Santa Catarina, pois até as 11hs da manhã já tinha chovido 44.0 mm em Santana do Livramento, 25.0 mm em Bagé e 19.2 mm em São Borja, entre as de maior volume pluviométrico. Em ambas as cidades a temperatura estava na faixa de 16.0°C no horário citado.
 A imagem abaixo ilustra a bela manhã deste Feriado de Corpus Christi, com nuvens cirrus indicando a instabilidade neste início do mês de junho. Ao meio-dia já fazia 25.9°C após uma temperatura mínima agradável de 12.6°C na madrugada. Fez frio na Serra, com mínima de 5.6°C na localidade Tainhas em São F.de Paula e 7.2°C na Região do Castelinho em Canela. A previsão é de que ainda deva chover na parte da manhã do sábado, melhorando a partir da tarde com máxima na média de apenas 15.0°C, e com a temperatura ainda ainda mais no domingo, prometendo um amanhecer muito frio na segunda-feira dia 04, com mínima em 5.0°C .
 Apesar da melhora do tempo, volta a chover na terça-feira, dia 05, e com o avanço de uma nova Massa de Ar Polar o Sul do Brasil terá queda acentuada nas temperaturas mínimas, podendo se repetir as geadas em Campo Bom, a partir do dia 07, com mínimas abaixo dos 5.0°C. Conforme já reportado em colunas anteriores estão se confirmando a tendência  de um frio bem mais intenso este ano, ao contrário do ano passado.
Já tivemos duas geadas no mês de maio com mínimas de 3.8°C no dia 24 e 4.1°C no amanhecer do dia 25, contra nenhuma em maio do ano passado. O site do Climaterra, alertava que já tem modelos indicando a chance de neve na semana que vem e que maiores detalhes se terá ou não só de segunda ou terça em diante. Ontem nevava intensamente em várias Províncias do Centro Sul e na Patagônia Argentina, indicando a chance real da primeira neve do ano no Sul do Brasil.
Nilson Wolff é climatologista responsável desde 1983 pela estação climatológica de Campo Bom.

Manhã do feriado foi agradável (Foto: Nilson Wolff)

Depois de muita chuva vem aí um meio de semana com mais frio

Para quem estava com saudade do frio, finalmente ele voltou à nossa região. Campo Bom registrou ao amanhecer da última quinta-feira, a mínima absoluta do ano até agora com 8.3°C, enquanto que, na localidade de Tainhas em São F. de Paula  fez apenas 0.8°C e na região do Castelinho em Canela caiu para 1.8°C. Houve formação de geada nestas áreas e praticamente em toda a região serrana do Estado e nos Campos de Cima da Serra.
Uma das imagens do texto, ilustra a geada ocorrida ao amanhecer em São F.de Paula em capôs de carros, registrado por este colunista. O mesmo ocorreu em telhados e nos gramados mais secos da cidade. No boletim, o 8º DISME divulgou como a menor temperatura mínima oficial do Estado, os 0,6°C ocorrido em Soledade. O Instituto não considera as temperaturas mínimas menores que ocorreram em Estações de Meteorologia particulares, apesar da qualidade e registros corretos apurados. Tão pouco, não informou e divulgou alguns fenômenos da geada  ocorrido em várias cidades da Serra e nos Aparados, por falta de observadores qualificados nas Estações de Meteorologia. Assim, ano a ano vai se perdendo dados históricos e importantes do fenômeno da geada no Estado.
Vários Institutos de Meteorologia  estão prevendo intenso frio nesta semana, devido a atuação de uma forte massa de ar polar, que deverá  provocar temperaturas abaixo de zero e geadas amplas no Sul do Brasil. Embora aconteçam temperaturas muito baixas, não há previsão de neve. Para que ocorra a precipitação de neve, além de estar muito frio, é necessário que o ar esteja igualmente bastante úmido, para que haja formação de nuvens dentro das quais vão desenvolver os flocos de neve. E não há previsão de umidade para esta semana.
 O anormal foi o calor persistente e continuado que se observou durante todo o mês de abril e primeira quinzena de maio. A primeira quinzena terminou  com um desvio à maior nas médias do mês com 4.1°C, fechando com 20.3°C, quando a média mensal normal histórica é de 16.2°C. Este mês de maio também fechou a primeira quinzena com baixo volume de precipitação, pois até o dia 17, estava com acumulado de apenas 13.4mm, quando a média normal histórica em 33 anos é de 117.4mm. O acumulado da precipitação de sexta e do último sábado foi de quase 90mm, amenizando a carência hídrica em nossa região. O predomínio de frio que deverá ocorrer nesta 2ª quinzena de maio, poderá determinar que a média das temperaturas  poderão fechar dentro da média histórica. Aguardaremos.

Geada da semana passada em São Francisco de Paula (Foto: Nilson Wolff)

Crise – 7 dicas para vencer esse monstro

Em tempos de crise ficamos assustados, temerosos e com os nervos à flor da pele. É como se fossemos uma bomba prestes a explodir. A melhor proteção é manter-se calmo e centrado para preservar o lugar em que está. Afinal, nessa hora sentimos nossa cabeça a prêmio.

O grande desafio é manter-se, além de equilibrado, ativo. Se você ainda está no seu emprego, mais do que simplesmente fazer o mínimo possível para permanecer nele, é preciso mostrar seus valores para tornar-se indispensável num momento em que a palavra “dispensa” faz parte do vocábulo da maioria das empresas.

Então vão algumas dicas:

Tenha iniciativa – Não tenha medo de expor suas idéias e, mais ainda, mostre que você quer aprender. Quando detectar um problema na sua área de trabalho, não o leve simplesmente  para seu chefe, mas procure apresentar, junto, uma possível solução.

Seja flexível – As empresas precisam de pessoas curingas. São aqueles que se adaptam facilmente às mudanças que a empresa precisa fazer. Pessoas que são sociáveis e que aprendem rápido o novo trabalho.

Comunique-se – Comunicar-se é uma arte. Nem sempre o que você fala é o que o outro entende e isso gera diversos conflitos interpessoais. A boa comunicação permite que o trabalho flua. Portanto, veja se o que você fala é entendido pelo seu chefe e por seus colegas. Lembre-se de que não somente as palavras expressam a sua mensagem, mas também a entonação, a altura da voz, o jeito de olhar e até sua postura. Quem sabe se comunicar tem sempre um diferencial aos olhos do mercado de trabalho.

Aprimore-se – Todo profissional tem pontos fortes e fracos. O profissional ideal para o mercado é o que está sempre se atualizando na sua área, tanto nas suas habilidades quanto nos novos conhecimentos. Isso se chama processo de melhoria contínua. Então seja crítico com você e veja o que é necessário aprimorar para manter-se como um funcionário atrativo para sua empresa.

Crie laços, faça contatos, seja sociável – Quando o mercado está em crise, amigos e conhecidos com influência são importantes na hora do aperto. Se você perder o emprego ou quiser mudar para algo melhor, esses contatos valem ouro.

Seja proativo – A proatividade é muito valorizada nas empresas. Um funcionário que tem a capacidade de contribuir com suas próprias ideias, tomar iniciativa, ser autônomo e responsável na tomada de decisão, adotar uma atitude ativa diante do trabalho e não se limitar apenas a cumprir as ordens do chefe, mostra maturidade profissional.

Trabalhe em equipe – Saber trabalhar em equipe é uma capacidade bastante importante para o ambiente corporativo, pois permite que as tarefas sejam cumpridas com mais rapidez e eficiência e também estimula o aprimoramento de cada profissional. A interação da equipe agrega valor ao serviço, gerando confiança entre os colaboradores, proporcionando um ambiente empresarial mais saudável, positivo e produtivo.

Seja positivo – Acima de tudo, é muito importante manter os pensamentos elevados, porque temos a capacidade de ampliar o objeto de nosso foco. Nossa mente é poderosa para criar e nos trazer aquilo que ficamos imaginando o tempo todo. Então, cuide dos seus pensamentos e sentimentos. Se o medo da crise está dominando sua vida, procure uma terapia, e ela ajudará você a focar sua mente no que é mais importante e produtivo para sua vida.

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom