Hoje é segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Publicidade

O Especialista

Até ontem o mês de Julho mais frio dos últimos dezessete anos

Pelo menos até ontem, a média da temperatura neste mês de Julho, é a mais baixa no período desde o ano de 2000. Os primeiros 18 dias do mês fecharam com temperatura média de 11°C, apenas um décimo acima de Julho de 2000 com 10,9°C, que em 35 anos é o mais frio de toda série histórica. A média mensal normal histórica é de 13.7°C para o mês, e este ano até ontem fechou com 2.7°C abaixo. Esta média deverá se alterar para cima, pois até o final do mês, pelo menos a longo prazo, a Meteorologia não está prevendo outra Massa de Ar Polar intensa como a registrada na primeira semana do mês.

Mas pelo menos, o frio que foi ausente em Maio e só aconteceu no final de Junho, compensou neste primeiros 18 dias do mês. Já ocorreram 08 dias com geada este ano, e em 2018 que registrou um inverno regular as geadas ocorreram em 14 dias, uma a menos da média anual em 35 anos que é de 15 dias. Temos ainda 13 dias neste mês, o mês de Agosto e Setembro que deverão registrar com certeza ainda algumas geadas para atingir a média já referida. Em 2018 foram registradas 14 dias com geada, distribuídas entre os meses de Maio até Agosto. A última vez que geou num mês de Setembro por aqui foi em 2015, e este ano a tendência mostra de que ela irá ocorrer no último mês do inverno astronômico. Os anos em que mais geou aqui, foram os de 1996 e 2000 em 30 dias e os de menor ocorrência nos anos de 1986 e 2015 em apenas 06 dias.

As variáveis que contribuíram para a média baixa das temperaturas nestes 18 dias do mês, é o da ocorrência de apenas em 03 dias mínimas acima dos 10°C, de apenas 06 dias com máximas acima dos 20°C, além da ocorrência de nove noites de inverno, que é quando as 21h da noite já temos temperatura de apenas de um dígito, com recorde de 4.6°C na noite do dia 06 de Julho. Até a última quarta-feira no Estado em Estações Particulares foram registradas este ano 17 dias com temperaturas negativas. Ontem SC completou 41 dias com geada no topo da Serra e 20 dias com marcas negativas, conforme dados do Instituto Climaterra.


A imagem acima ilustra a geada forte e a mínima do ano ocorrida até agora no dia 07 de julho com 0.2°C, cobrindo de branco o gramado da Estação de Meteorologia em foto de Rodrigo Silva do Portal Tudo Online. Abaixo a relação dos dias com geada até ontem registrada este ano no Município:

DIA              MÍN:            MÁX:        INTENSIDADE

27/06           4.0°C            20.7°c      Fraca

04/07           2.4°C            14.2°C      Moderada

06/07           3.0°C            11.9°C      Fraca

07/07           0.2°C            14.5°C      Forte

08/07           1.4°C            20.2°C      Forte

09/07           3.3°C            21.7°C      Moderada

10/07           5.1°C            24.0°C      Fraca

16/07           5.1°C            16.6°C      Fraca

 

Biblioteca Climática de Campo Bom: 

No dia 11 de julho, o Encarregado da Estação de Meteorologia de Campo Bom, este colunista recebeu uma turma de Alunos e Professoras da 5ª Série da EMEF 20 de Março do Município de Linha Nova nas instalações da Biblioteca Climática de Campo Bom junto à Biblioteca Maior do CEI como ilustra a imagem abaixo. Visitaram também a Estação de Meteorologia em viagem de estudos sobre Clima e Meteorologia e sua importância na Sociedade.

Tendência do Tempo:

A partir de hoje já tivemos elevação nas temperaturas mínimas e máximas, e Institutos de Meteorologia preveem um final de semana com sol e calor no domingo com a máxima em Campo Bom, podendo atingir os 30°C. A instabilidade retorna na segunda e deverá perdurar até a próxima sexta-feira, dia 26.

 

Neve veio mas abaixo do esperado

A previsão de queda de neve por Institutos de Meteorologia no final da semana passada se confirmou, mas a sua intensidade ficou bem abaixo das expectativas. A falta de umidade na atmosfera foi o principal inibidor para que nevasse pouco, apesar do frio intenso. O dia 05, sexta-feira, foi um dia de arrepiar de frio, com mínimas negativas em várias cidades do Sul do Brasil e com máximas muito baixas associado ao vento forte e intenso com rajadas de até 70 km/h em Porto Alegre e a 100 km/h no litoral gaúcho. Que provocou elevação da maré e alagamentos costeiros em praias como Imbé e Tramandaí.

Este vento muito forte foi resultado de um vórtice ciclônico polar na costa e a circulação deste sistema trouxe chuva misturada à neve inclusive na região de Pelotas, conforme informações da Metsul Meteorologia. Neste dia na Estação do INMET de Tramandaí foram registradas rajadas de até 85,6 km/h da direção W e com muito frio. Fazia apenas 9.8°C ao meio-dia e a máxima à tarde não passou dos 11.4°C. As 18h a temperatura baixou para apenas 8.2°C com chuva fraca e devido às rajadas de vento fortes a sensação térmica era de extremo frio.

Foi esta nebulosidade da circulação marítima que começou a ingressar na Serra e nos Aparados a partir do final da tarde que possibilitou a queda da neve horas depois. Os modelos numéricos indicavam a “ janela “ da neve a partir da noite da sexta-feira até as 04 h da madrugada de sábado com grande chance de acontecer. Este colunista se deslocou a São José dos Ausentes no início da tarde da sexta-feira, chegando na cidade as 18h30min com a temperatura já negativada na região. Naquela hora o céu estava praticamente limpo, mas as 21h o tempo ficou encoberto com o deslocamento da nebulosidade que atuava no litoral já reportado acima. As 21h a temperatura caiu para -0.8°C e com umidade de apenas 69%. Mas a meia-noite a umidade subiu para 90 % e a temperatura já tinha caído para -1.7°C, momento em que começou a garoar, dando indícios da possibilidade de nevar na região.

Esta tendência se confirmou e a meia-noite e meia começaram a cair os primeiros flocos de neve em São Chico. A umidade do ar tinha subido para 97 %, e caso o ar estivesse mais úmido, a sua intensidade seria bem maior. A imagem abaixo ilustra a neve cobrindo os veículos, mas não passou disso. De todos os registros e relatos de neve no RS e em SC foi em São José dos Ausentes onde mais nevou, local do meu destino final. Na noite da sexta-feira, dia 05,nevou fraco também em Gramado, Canela, São Francisco de Paula.


Em Cambará do Sul, a observadora da Estação local, Luciana Carvalho Valim, registrou neve fraca a noite entre as 23h com 0.3°C até a meia-noite quando já fazia -0.3°C acompanhada com rajadas de vento que chegavam a 52,9 km/h. Já em SC houve relatos de neve na Serra do Rio do Rastro à noite. De acordo com o Diretor do Instituto CLIMATERRA , em São Joaquim a neve ocorreu no início da madrugada do sábado, dia 06 entre a 01h às 03h com a temperatura variando entre -2.0°C e -3.0°C. Conforme informações do CLIMATERRA, o Vale do Cruzeiro teve um curioso registro de sincelo (congelamento das gotas) após a garoa de neve ocorrido durante a madrugada do sábado dia 06, com árvores, pinheiros e plantas mais altas ficando recobertas por uma notável camada de gelo, como ilustra a imagem abaixo registrada por Mycchel Legnaghi.


De acordo com Ronaldo Coutinho do CLIMATERRA, o fenômeno ocorreu por causa de uma nuvem baixa que proporcionou uma garoa de neve e um forte nevoeiro que resultou em um sincelo. Esta intensa onda de frio, ocasionou mínimas absurdas ao amanhecer do dia 07 de julho em várias cidades de SC . No Instituto CLIMATERRA com mínima de absurdos -7.3°C, ocorreu a 3ª menor mínima em julho a 4ª menor de toda série ( 1998/2019 ). No local ocorreu nevoeiro congelado por volta das 06h quando fazia -5.2°C e até o laguinho congelou completo. Destaque também para a mínima de -9.2°C em Urupema (recorde), de -8.8°C em Painel/G. Hugen e de -8.6°C em São Joaquim/F. keiser.

Aqui no Estado, entre as Estações particulares, o recorde de frio ocorreu em Pinheiro Machado com -8.0°C e de -7.4°C em Soledade. O frio foi intenso inclusive no litoral com mínima de 1.9°C em Torres com ocorrência de geada. Campo Bom registrou a mínima do ano com apenas 0.2°C e forte geada. O frio que tardou mas que chegou com intensidade nos 10 primeiros dias de Julho fecharam com média de 4.0°C abaixo do normal histórico e se comparado com o Junho deste ano, fechou com desvio à menor em 8.7°C. Esta onda de frio cedeu ontem com a máxima à tarde em Campo Bom ultrapassando os 25.0°C. A previsão do tempo é de chuva no final de semana e na segunda-feira dia 15, deverá ingressar uma nova Massa de Ar Polar com queda na temperatura mas bem menos intensa, mas mesmo assim com provável ocorrência de geadas ao amanhecer dos dias 17 e 18 de Julho.

Finanças

Dívidas, cartão de crédito estourando, contas atrasadas, imprevisto e mais imprevistos financeiros, dinheiro que nunca é suficiente, parece familiar? O que ouvimos muitas vezes é: a culpa é do governo, a culpa é do patrão, dos preços elevados, a culpa é da minha falta de formação, da família, enfim, a culpa é de todos, menos sua.

Mas se isso fosse verdade absoluta, porque algumas pessoas prosperam apesar das crises e outras se afundam mesmo que tudo esteja na mais absoluta maravilha? O segredo das finanças está na administração dos bens. E interessante notar, que as pessoas mais generosas são as que mais acumulam riquezas. Todos os grandes nomes, as grandes fortunas, pertencem aos homens mais generosos da história. Porque será?

Para se organizar as finanças é importante ter em mente a função do dinheiro. Há pessoas para as quais o dinheiro é a válvula de escape para as frustrações. Então ela gasta quando está triste, quando está deprimida. E depois fica deprimida quando chega a fatura do cartão de crédito. Há uma quantidade enorme de brasileiros que sequer sabem como pagarão suas dívidas. Isso porque não se controlaram na hora da super liquidação, ou daquela última oportunidade.

Entenda, última oportunidade só existe para quem morrer. E se morrer, não tem o menor problema ter perdido a tal oportunidade. Para quem não morrer, sempre haverá uma nova liquidação, uma nova promoção, mas vivemos como se não houvesse amanhã.

Abaixo dicas fáceis e eficientes para controlar sua vida financeira:

  • Faça uma planilha com todos os gastos mensais. Uma linha para cada um.
  • Acompanhe esses gastos mês a mês. Assim você saberá se suas despesas estão aumentando ou diminuindo. E veja onde é possível atacar.
  • Observe os valores da planilha e se os seus ganhos cobrem seu orçamento.
  • Caso seu orçamento seja maior que seus ganhos, analise o que pode ser reestruturado nesse orçamento.
  • Priorize as contas maiores. Afinal são os maiores juros.
  • Elimine o cartão de crédito o quanto antes.
  • Converse com todos os membros da família, para que todos estejam empenhados no controle do orçamento.
  • Crie um espaço no orçamento para os extras e emergências. Assim você não será pego de surpresa.
  • Procure criar no orçamento um espaço para doações. Mesmo que a princípio sejam pequenas. Doação é a porta por onde entra a prosperidade na sua casa.

Conforme você exercitar o controle orçamentário, o dinheiro começará a sobrar. Nesse momento você poderá curtir o sabor de ter um orçamento controlado. Afinal, o excedente do orçamento pode ser transformado naquelas férias que você já sonha há muito tempo.

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom