Hoje é sexta-feira, 24 de maio de 2019

Publicidade

O Especialista

As primeiras geadas de 2019

Esta semana, ocorreram as primeiras geadas do ano no Sul do Brasil, com destaque para as cidades catarinenses de Urupema e Urubici, que além do fenômeno, também registraram a primeira mínima negativa do ano com -0.2°C, no dia 09, terça-feira em ambas as cidades. As geadas ocorreram em várias cidades catarinenses, além das já citadas, como em Bom Jesus, Painel, e Bom Jardim da Serra, todas no Planalto Sul Catarinense. Neste dia fez 1.4°C na localidade do Sumidouro em São Joaquim e 1.5°C na localidade do Cruzeiro na mesma cidade. Na Estação F.Keiser de São Joaquim a mínima foi ainda menor com 0.7°C.

A imagem acima do texto ilustra o fenômeno em São Joaquim, com foto de crédito de Mycchel Legnaghi no dia 09, e na outra imagem abaixo a geada ocorrida ao amanhecer do dia 10 na região de Santa Antão (Caminhos das Neves). No dia 10 a mínima foi de 2.7°C em Painel/G. Hugen e 3.1°C em São Joaquim/F. Keiser.

Ontem, quinta-feira dia 11, o fenômeno repetiu-se com fraca intensidade em Bom Jardim da Serra/Estação F.Keiser com mínima de 2.7°C e mínima de 3.0°C em São Joaquim/Estação F.Keiser e em Urupema mínima de 3.1°C na Estação Epagri. Até ontem já foram 03 geadas em SC neste ano e consecutivas.
Aqui no Estado, as mínimas oficiais entre as Estações do INMET neste período foram de 7.7°C em Vacaria no dia 09, 8.6°C na mesma cidade dia 10 e 9.9°C, ontem dia 11 em São José dos Ausentes.
Em Campo Bom, a menor temperatura ocorreu ao amanhecer da quarta-feira, dia 10 com 13.2°C, 0.1°C abaixo da mais baixa em abril do ano passado. O calor voltou forte ontem na região, com a máxima chegando aos 31.9°C as 15 h em Campo Bom após amanhecer agradável com 15.9°C. No mesmo dia do ano passado, tivemos o dia mais quente em abril com 35°C, um pouco acima do recorde deste ano até agora com 34.5°C no dia 04. Dias de calor ainda são normais nesta época do ano, lembrando que no ano passado neste mês, tivemos 15 dias com máximas iguais ou superiores aos 30°C.

Até ontem já são 05 dias neste mês e o calor pode se repetir nos próximos dias, pois a Previsão do Tempo do Oitavo Disme, indicava elevação da temperatura neste final de semana até a próxima segunda-feira, inclusive com elevação nas temperaturas mínimas que ficarão na média de 21.0°C ( altas para esta época do ano).
A longo prazo, a previsão é de instabilidade no Feriadão da Páscoa na próxima semana, pelo menos nos dois primeiros dias. Na Sexta-Feira Santa e no Sábado deverá chover no Estado, e com tempo bom apenas no Domingo de Páscoa. A temperatura será elevada no dia 19 com máxima de 28°C, mas no sábado dia 20 não passará dos 22°C e no domingo dia 21, a tendência é de um dia frio, com a temperatura variando entre os 11°C de mínima e não ultrapassando os 19°C. Como o tempo é dinâmico, esta tendência pode se alterar nas próximas rodadas da previsão futura das condições do tempo para o período do Feriadão.

Catástrofe Climática no Rio de Janeiro:
O destaque climático nesta semana no País, sem dúvida, foi o do volume de chuvas incomum ocorrido no Rio de Janeiro, entre o final da tarde da segunda-feira e manhã da terça-feira dia 09. Conforme dados das Estações do Alerta Rio, em alguns bairros neste período os acumulados na precipitação foram absurdamente altos, descomunais com 343 mm na Rocinha, 341 mm no Alto da Boa Vista, 335 mm na Barra, 334 mm no Jardim Botânico, 329 mm em Copacabana, 312.0 mm no Vidigal e 311 mm no Riocentro, causando graves alagamentos, destruição, desmoronamentos de encostas, prejuízos de toda ordem e infelizmente registro de 10 mortos no evento.

Fase da Lua Crescente:
Pelo calendário lunar, hoje inicia a Fase da Lua Crescente que vai até o dia 18. É o período que não gosta de chover nas cidades localizadas sobre o Paralelo 30, como Porto Alegre e Tramandaí e que influenciam também em cidades próximas, como Campo Bom em relação à capital gaúcha. Na coluna anterior foi reportado que esta tendência já valia para o dia 05 , pois já se observava no horizonte a lua nesta fase inicial. Como existia previsão de chuva neste dia, os acumulados foram de 17.0 mm em Tramandaí, considerável em P.Alegre com 47.0 mm e aqui em Campo Bom com 29.0 mm. À medida que nos aproximamos no dia 12, desde o dia 08 de abril não ocorreu nenhum registro e chuva nestas cidades, pois já nos encontramos com a lua crescente visível no horizonte e no calendário inicia hoje. Mesmo com a previsão de chuva para o domingo e na segunda-feira, caso ocorra será em períodos curtos e de baixo volume de chuva.

Abril começou com a volta dos nevoeiros e calor

O início do mês de abril reservou climaticamente um amanhecer com forte nevoeiro no dia 01 no Vale dos Sinos e Campo Bom e com temperatura elevada. A imagem abaixo no texto ilustra o fenômeno que perdurou até próximo do meio-dia. A temperatura mínima no dia foi de 20ºC e a temperatura máxima chegou aos 31.7ºC no meio da tarde com pouca nebulosidade. No ano passado, este tipo de fenômeno ocorreu em 08 dias do mês, lembrando que sua frequência aumenta na medida que se aproxima o inverno, troca da lua mas já é uma das características do outono. O calor que predominou nesta semana, teve sua sequência quebrada a partir de hoje, conforme a previsão do tempo do oitavo distrito de meteorologia, que prevê que a chuva iniciada ontem deverá durar até a manhã de sábado. Mais uma vez, vale lembrar que já estamos na fase da Lua Crescente.

Abril chegou e trouxe junto o nevoeiro logo de manhã cedo (Foto: Nilson Wolff)

Mais uma vez, vale lembrar que estamos entrando na fase da lua crescente, e nesta fase da lua não costuma chover em cidades localizadas sobre o Paralelo 30, como Porto Alegre e Tramandaí e que interferem também em cidades próximas como Campo Bom em relação a Capital do Estado, mesmo que a previsão do tempo seja de instabilidade. É de se aguardar mais uma vez a sua confirmação ou não que trataremos na próxima coluna. Esta onda de calor que teve seu início nos últimos dias de março, ontem completou o sétimo dia, que teve seu auge no dia 02 quando a máxima aqui chegou aos 34ºC. O calor foi forte também em Porto Alegre que na quarta feira registrou mínima de 22.7ºC e máxima de 32.6ºC como ilustra a outra imagem abaixo. Lembrando, no ano passado o mês de abril foi quente em Campo Bom, pois em 15 dias a máxima foi igual ou superior aos 30ºC, sendo a mais alta no dia 11 com 35ºC. E este ano já são quatro dias, mas que terá uma pausa neste final de semana com o retorno da instabilidade e queda nas temperaturas máximas.

No ano passado, foram cinco dias com mínimas iguais ou superiores a 20ºC e este ano já são três dias, apesar de estarmos ainda no início do mês. Também no ano passado, as primeiras geadas no Sul do Brasil, aconteceram nos dias 17, 19 e 20 de abril no planalto sul Catarinense com mínimas variando entre os 2ºC e 3.3ºC. Aqui em Campo Bom a mínima foi de apenas 13.3ºC no dia 17. Já para este ano a meteorologia está prevendo mínima de 11ºC na cidade. Há dois anos ocorreu uma forte onda de frio nos últimos 04 dias de Abril no Sul do Brasil com mínimas de 8.5ºC no dia 27, 6.1ºC no dia 28, 7.2ºC nos dias 29 e 30. Em São Francisco de Paula ocorreu forte geada ao amanhecer do dia 29 e que foi registrada por este colunista em loco. Na tendência atual, vários Institutos de Meteorologia estão prevendo tempo bom para o Feriadão de Páscoa. Aguardamos sua confirmação até a próxima semana.

Março termina com temperatura abaixo da média histórica

Este ano, o mês de março está terminando com a temperatura abaixo da média mensal normal histórica em 35 anos que é de 22.7°C, ou seja com desvio a menor em 0.6°C. Relembrando, nos primeiros oito dias fez muito calor e a média fechou em 25°C, caiu para 23.6°C até o dia 21 e agora até ontem baixou para 22.6°C. Até o final do mês no domingo, as mínimas continuarão abaixo da média histórica que é de 18.4°C e este último final de semana do mês, apesar de prometer elevação nas temperaturas máximas a média do mês não deverá se alterar muito. As máximas de sábado e domingo de acordo com a previsão do Oitavo DISME deverão superar os 30°C com possibilidade de pancadas de chuvas nos períodos da tarde. Poderá inclusive dar praia no Litoral Gaúcho.

O destaque climático do mês ficou por conta da elevada precipitação ocorrida, que até ontem somava 206.0 mm, só superado em 2014, que é o recorde para este mês, quando atingiu 240.9 mm. Em 35 anos, somente nestes dois anos o acumulado em março superou os 200.0 mm, lembrando que a média mensal normal é de 124.4 mm. O ano em que menos choveu num mês de março ocorreu em 1988 com acumulado de apenas 25.9 mm, e que curiosamente foi o mais quente na média das temperaturas com 25.1°C. Este ano a máxima de março ocorreu no dia 04 com 37.3°C e a mais baixa está semana na última terça feira dia 26, quando a mínima baixou para 12.8°C num belo dia do sol como ilustra a imagem abaixo.

Os extremos este ano ficaram próximos ao Março do ano passado, que registraram máxima de 38.4°C no dia 18 e mínima de 12.5°C no dia 13. A precipitação no ano passado foi bem menor com 95.4 mm abaixo também da média mensal já referida acima.

TEMPESTADE TROPICAL IBA: O destaque climático nesta semana, sem dúvida no país, foi o da ocorrência da ” Tempestade Tropical IBA” conforme ilustra a imagem abaixo, mostrando a imagem de satélite na última segunda-feira dia 25, cujo fenômeno ameaçava se dirigir a costa norte do Espírito Santo e sul da Bahia. Já na quarta feira, a tempestade Tropical IBA, estava perdendo força e se encontrava vem mais afastado na costa do Oceano. Na segunda feira dia 24, o INMET lançou nota sobre o Fenômeno, em que a Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha ( CHM ) e com colaboração com o INMET e do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos ( CPTEC ) citava que a Depressão Tropical que se formou no litoral sul da Bahia, apresentava ventos com intensidade de 65 km/h as 09h do dia 24 e foi reclassicada como Tempestade Tropical IBA, com centro na posição geográfica 18.5 graus S e 036 graus W, em alto mar, nas proximidades da cidade de Conceição da Barra ( ES ), com seu deslocamento previsto para a direção Sudoeste e seus efeitos poderiam ser sentidos no litoral sul da Bahia e Espírito Santo, até o dia 26. A expressão ” IBA ” significa ” ruim ” em tupi-guarani conforme a Nota.

NOTA: No último sábado, dia 23 de Março, foi celebrado o ” DIA METEOROLÓGICO MUNDIAL “. Campo Bom que tem sua Estação de Meteorologia implantada desde o dia 01 de Setembro de 1984, se integra nas comemorações, lembrando o estabelecimento da Organização Meteorológica Mundial ( OMM ) em 23 de Março de 1950, como a sucessora da Organização Meteorológica Internacional criada em 1873. Desde 1961, o Dia Meteorológico Mundial tem comemorado a entrada em vigor da Convenção que instituiu a OMM em 23 de Março de 1950. O dia mostra a contribuição essencial que os Serviços Meteorológicos e Hidrológicos Nacionais fazem para a segurança e o bem estar da sociedade. A cada ano, as celebrações se concentram em um tema da atualidade. O tema deste ano do Dia Meteorológico Mundial de 2019, ” O Sol, a Terra e o Tempo ” não poderia ser mais oportuno, nos levando de imediato lembrar as enxurradas do início do mês e suas consequências na vida das pessoas em cidades do Vale dos Sinos, principalmente em Novo Hamburgo e Campo Bom.

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom