Hoje é quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Publicidade

O Especialista

Um dos Setembros mais chuvosos de Campo Bom

Pelo menos até ontem de manhã, o acumulado da precipitação neste mês  já registrava 252.8 mm, e está sendo o quinto mais chuvoso em 33 anos. O de maior volume ocorreu em 2009 com um total  de 368.1 mm, seguido pelo o de 1988 com 345.7 mm, o terceiro em 2014 com 262.2 mm e o quarto em 1990 com 255.4 mm. O destaque climático desta semana ocorreu em dois momentos. O primeiro na madrugada do último domingo, dia 23, no primeiro dia da Primavera, quando da chegada de uma Frente Fria (Sistema de Baixa Pressão), com pancadas de chuva e rajadas de vento de até 60 km/h, trazendo vários problemas na região, com quebra de galhos de árvores, inclinação de postes de iluminação entre outros.

No dia anterior, sábado dia 22, enquanto que aqui em Campo Bom com o tempo se apresentando com céu limpo e ar quente predominando, tivemos no último dia de inverno, a temperatura mais alta da estação fria, com 34.2°C, sendo também a máxima do Estado. Já no litoral norte gaúcho, o clima era bem diferente, com a presença de nevoeiro costeiro que durou praticamente todo o dia, e com a temperatura bem mais baixa, não passando dos 21°C no período da tarde. No mesmo horário que fazia 34.2°C aqui, em Atlântida Sul fazia apenas 19.5°C com forte nevoeiro presente, motivado pelo ingresso de ar quente sobre o ar mais frio acima do oceano.

Já na madrugada seguinte, segunda-feira dia 24, tivemos a ocorrência de fortes pancadas de chuva com relâmpagos e trovoadas. O acumulado em 12 horas foi de 61.8 mm, o maior do mês. O período da instabilidade iniciou no domingo e perdurou até ontem, quinta-feira. Na manhã da quarta-feira, dia 26, o tempo encoberto e fechado mas sem chuva, permitiu o registro de uma das imagens do texto, ilustrando o colorido da primavera na cidade, com o ipê amarelo contrastando com o vermelho forte de outra planta abaixo.

A previsão do tempo para este último final de semana do mês, é de muito calor na região, com máximas previstas de 32.0°C no sábado e de 34.0°C ou até mais no domingo, com as mínimas na média dos 18.0°C. Outubro inicia com calor, pois na segunda-feira, dia 01, novamente teremos máxima bem acima dos 30.0°C, mas uma nova Frente Fria ( Instabilidade do Tempo/Sistema de Baixa Pressão), atinge o Estado e o Vale dos Sinos com chuva e queda na temperatura. Esta instabilidade deverá perdurar até pelo menos na próxima quarta-feira, dia 03, e com aumento do frio, pois uma Massa de Ar Polar, já citada na edição anterior, alertava desta tendência climática que agora a Meteorologia já está confirmando.

As temperaturas mínimas previstas ao amanhecer do dia 05 é de 9.0°C e para o amanhecer do dia 06 é de apenas 7.0°C, próximo sábado, véspera do Domingo de Eleições no País. Na tendência atual, o histórico dia 07 de Outubro, domingo próximo deverá ser de tempo bom e temperatura muito agradável variando entre a mínima de 14.0ºC e máxima de apenas 22.0°C. A outra imagem do texto, ilustra nova visita do Encarregado da Estação de Meteorologia de Campo Bom e colunista deste Órgão de Imprensa , junto as instalações do 8º DISME em Porto Alegre na manhã de ontem. Além da troca de experiências foi tratado a questão da renovação do Convênio  entre o Município e o INMET para dar continuidade na manutenção e operacionalização da Estação de Meteorologia Automática instalada no Município desde o dia 01 de Dezembro de 2013.

Depois de um inverno rigoroso vem aí a Primavera

Após a grande enchente ocorrida no início do mês, tendo como auge o dia 06 de setembro,
tivemos um longo período de dias secos e sem chuva, o que contribuiu para a volta da normalidade
climática no Vale dos Sinos. A última precipitação ocorreu no dia 04 de setembro, e apenas hoje, dez
dias após é que teremos a volta instabilidade. Deverá chover também amanhã, mas teremos uma pausa
no domingo, pois a chuva deverá ocorrer apenas no final da tarde ou a noite, prolongando-se  até a
terça-feira dia 18.
Conforme o previsto, confirmou-se a tendência do predomínio do tempo bom no Feriadão de 07 de setembro. Campo Bom e região, tiveram um belo dia ensolarado, que contribuiu climaticamente
para a realização dos  Desfiles Cívicos em homenagem à Pátria, sendo que a mínima neste dia foi de
9.0°C e á máxima chegou aos 28.0°C, a mais alta até agora neste mês. A partir do domingo dia 09, a parte leste do estado  e o Vale dos Sinos, mesmo com a continuidade do tempo bom, tivemos presente a nebulosidade e rajadas de vento vindos da direção Leste, lembrando o período de Finados, que tem esta característica.
Esta forte nebulosidade persistiu até o entardecer e início da noite do dia 11 de setembro,
terça-feira, que com a brecha dos raios solares permitiu esta bela imagem no final da tarde, refletindo os
raios de sol em prédio contrastando com a nuvens escuras , mas sem chuva, como ilustra uma das imagens do texto. No momento da foto, as 18 hs fazia 17.2°C após máxima de apenas 22.8°C e com rajadas de vento leste de até 32km/h, aumentando a sensação de frio.
O tempo limpou completamente  antes da meia noite e fez cair a temperatura  com a perda da radiação e propiciou um belo amanhecer com céu limpo e mínima de 9.7°C no dia 12, quarta-feira , como ilustra
a outra imagem do texto. A máxima à tarde chegou aos 27.0°C. Até agora já são 04 dias neste mês  com mínimas de apenas um dígito, contra nenhum  no ano passado em setembro. Não tivemos ainda este mês, nenhum dia com máxima igual ou superior aos 30.0°C, contra 12 dias no ano passado, lembrando que a mais alta foi de 38.1°C no dia 10.
Além da enchente já ocorrida este mês , outro destaque climático, tem sido o frio e as geadas ocorridas  aqui no Estado entre os dias 05 e 07 de Setembro inclusive com temperaturas negativas. Como sempre em Santa Catarina o frio e os dias com  geadas  são maiores. No dia 12, ocorreu a oitava geada de Setembro e a de número 95 em 2018. A mínima neste dia foi de 1.4°C em São Joaquim/F Keiser (identificação da estação).
Estamos entrando na última semana do Inverno Astronômico, que vai até o dia 21, e na tendência
atual, as duas últimas madrugadas da estação poderão registrar mínimas de um dígito na cidade. A Primavera inicia no dia 22 as 22h53min e deve trazer com ela a volta das temperaturas acima de 30°C.

A magia do tocar

A pele, o maior órgão do ser humano, tem sido cultuada entre os que desejam manter a juventude. Os cuidados com a pele hoje chegam a ser exagerados em certos segmentos da sociedade. O que passa despercebido, entretanto, é a importância que a pele tem para algo muito simples e terapeuticamente tão eficaz: o toque.

No mundo virtual, tocar está cada vez mais distante, mas cada vez mais necessário. O toque é nosso primeiro meio de comunicação, e sua importância é vital para a manutenção do equilíbrio da vida.

Em algumas culturas, a ausência do toque representa prova de força e autonomia. Porém, essa falta do contato físico não agrega saúde física ou emocional, nem deixa o indivíduo mais forte. Muitas vezes, pelo contrário, deixa mais vulnerável a situações de depressão e desejo de acabar com a própria existência.

Experiências feitas com bebês prematuros mostram que os que foram tocados ganharam mais peso que os simplesmente submetidos ao tratamento medicamentoso. Animais que recebem mais carícias de suas mães desenvolvem um sistema imunológico mais forte do que os rejeitados ou pouco acariciados. Uma experiência realizada com mulheres no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, demonstrou que aquelas que, num momento de estresse, davam as mãos para seus parceiros, apresentavam menos reações neurológicas negativas que aquelas que passavam pela experiência sozinhas. O toque parece dirimir a reação de medo.

Parceiros que se acariciam regularmente permanecem mais tempo juntos nos momentos em que os ânimos esquentam ou em que o relacionamento parece não valer a pena.

O toque é um sistema de sinalização muito eficiente, e isso já foi provado cientificamente. É fácil perceber o que o toque significa. Mesmo um bebê percebe a emoção que está por trás do toque.
O Instituto de Pesquisas do Toque atestou que, ao contrário do que se fala, crianças autistas adoram ser massageadas por seus pais ou terapeutas. Até mesmo entre desportistas, o toque aumenta o desempenho nas competições.

O Psicólogo francês Nicolas Gueguen abordou em seu artigo, na revista Journal of Social Psychology, que estudantes que recebem toques, como aperto de mãos ou tapinhas nas costas de seus professores, são mais propensos a participarem ativamente das aulas.

Tocar seu parceiro e filhos trará maior aproximação e promoverá a união na família. Embora pareça que tocar está fora de moda, saiba que se tocássemos mais nossos filhos, amigos, parentes, pais e irmãos, teríamos muito menos doenças não apenas físicas como também emocionais.

Nesse mês de prevenção a uma das maiores ameaças para nossos jovens, vamos tocar, distribuir carícias, afeto, compaixão e amor para os que estão à nossa volta.
Vamos fazer de Setembro o mês do toque, o mês do abraço, o mês da saúde física e mental.

Rosa Silva
Terapeuta em TFT e Palestrante
rosasilva@vidaplenatododia.com

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom