Hoje é terça-feira, 22 de maio de 2018

Publicidade

O Líder Empreendedor: Corajoso ou Louco?

19 de março, 2018 às 17:25

Olá queridos amigos, já dizia o filósofo “Dentre todas as virtudes, a coragem parece ser a mais admirada do mundo, e por ser universal, é admirada também pelos maus e pelos estúpidos”. Estamos vivendo a Era da Informação, da informação verdadeira e da mentirosa também, em que o impacto do desenvolvimento tecnológico, a intensa globalização da economia e as profundas transformações nas organizações e no comportamento das pessoas têm gerado mudanças exponenciais nas relações de trabalho, nas quais o emprego passa a dar lugar a novas formas de participação e envolvimento.

Diante desse cenário, o mercado tem exigido um alto grau de empreendedorismo mesmo para os profissionais que são empregados. A inovação é um desafio constante para todos, o mercado não admite mais apenas um serviço gerais ou um administrador que não se qualificou com a evolução deste novo mercado.
A Coach Vivian Schell e a Coach Master Patrícia Crestani apresentaram em sua ultima palestra em Campo Bom, O Líder Exponencial, que é este líder? E como ele vai mudar a forma de produzir e consumir; empresas que pareciam distantes da nossa realidade hoje são presentes no nosso dia á dia, Uber, é um exemplo, e futuramente teremos novas formas de consumo que vão modificar a sua rotina e jeito de pensar. Estamos vivendo uma transformação do consumo em uma economia surrada e decadente, situação criada por anos por um governo assistencial que desmotivou o empreendedor a produzir e a evoluir o mercado brasileiro.
A tempos repito esta frase, nossa cidade, estado e país só sairá da crise quando reindustrialisarmos. A cadeia econômica começa na indústria, o varejo ganha com isto, o serviço também é contemplado e a roda da fortuna começa a girar. Se você não concorda com isto pergunte aos seus pais que viveram na época áurea do sapato, como era a economia da nossa cidade; precisamos reviver isto!
Mas ai vem a pergunta popular dita nos botecos: “Quem é o louco que vai investir no Brasil?” Louco ou empreendedor não importa, precisamos hoje de uma revolução de empreendedores, a sociedade clama por mais empregos e investimentos, isto só vai mudar o dia que o LÍDER Empreendedor seja respeitado pela organizações e deixe de ser chamado de picareta ou louco.
Enquanto o empreendedorismo não virar matéria obrigatória nas escolas do Brasil, vamos continuar neste “coitadísmo” achando que temos todos os direitos e nem um dever. Vejo alguns políticos fazendo de tudo para enfraquecer as empresas através de tributos e mais tributos, estas ações só fazem aumentar a informalidade e por sua vez a extinção dos empregos.
Temos que virar a chave da transformação econômica, e para isto devemos começar por aqui, consumir o que é da nossa cidade, é aqui que vivemos é aqui que escolhemos para seguir com nossas vidas, consumir nas cidades vizinhas é só deixar nossa cidade mais pobre. Temos aqui uma ampla gastronomia, ótimos serviços, lojas completas e bem estruturadas, como se dizia antigamente Comprar em Campo Bom é Muito Bom!
Por fim, é preciso a coragem para empreender, pois só assim é que se conquista uma sociedade equilibrada e pujante, só vamos vencer o vírus da crise com doses homeopáticas de Loucos por Empreender.

Clioni Meneghetti – empresário

Publicidade

2017 - Tudo Online em Campo Bom